Almada, Portugal – selva de cimento

Almada é a sexta maior cidade portuguesa com 102.000 habitantes e sede de um dos mais densamente povoados concelhos do país (166.000 habitantes). Recebeu foral de D. Sancho I, em 1190, e foi elevada a cidade em 1973. A designação de Almada é proveniente do árabe “al-ma’adan” que significa “a mina”, visto os árabes explorarem um jazigo de ouro que existia na zona à altura. A zona de Almada foi igualmente escolhida pelos árabes para a construção de uma fortaleza no promontório natural, sendo esta destinada à defesa e vigilância da entrada no rio Tejo, em frente de Lisboa, desenvolvendo-se a povoação nos domínios da defesa militar, da agricultura e da pesca. Em Almada faleceu Fernão Mendes Pinto, escritor português, autor da “Peregrinação, em 1583. O ex-libris da cidade, bem assim como de Lisboa, é o santuário do Cristo-Rei e a sua estátua que domina todo o estuário do Tejo.

Anúncios

7 thoughts on “Almada, Portugal – selva de cimento

  1. para quem vive em Viseu, e já fica “chateado” se lhe aparecer uma bicha com 6 ou 7 carros em hora de ponta, em alguma das nossas, imensas, rotundas, tenho quase a certeza que ficaria velho num abrir e fechar de olhos nesse local … a foto é fantástica, parece mesmo que são os prédios que suportam aestátua

  2. Almada tinha tudo para ser uma bela cidade, mas em vez disso apostou tudo no betão e cimento.
    Nunca tinha visto o Cristo-Rei deste ângulo. É em certa medida, algo decadente. ;-(

    Boa fotografia, que permitiu-me “abrir” os olhos!

  3. Bean Fely:
    6 ou 7 carros por aqui seria um autêntico paraíso!

    Remus:
    para além do betão, que é muito, diga-se, Almada tem outras coisas. Tem uma imensa zona verde lúdica (parque da Paz), tem uma interessante zona histórica, uma esplêndida vista para Lisboa e Tejo, tem boas praias (Costa da Caparica), bons serviços, transportes e comércio. Não tem, é claro, o sossego e a tranquilidade, mas isso é comum a todas as grandes cidades. E tem também um trânsito caótico, principalmente para quem quer ir/vir para/de Lisboa!

Deixe o seu comentário! Ainda não paga imposto, por enquanto...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s