Place Vêndome, Paris, França

Talvez a praça mais requintada e famosa de Paris, onde as boutiques luxuosas da moda marcam presença. De estilo neoclássico, a sua construção iniciou-se em 1699. Como curiosidade, foi aqui que o compositor Frédéric Chopin viveu os seus últimos dias e morreu em 17 de Outubro de 1849, tendo sido sepultado no cemitério Pére* Lachaise, também nesta cidade. (*O acento agudo não está correcto, mas o teclado não possui “e” com acento grave). 🥴

La Défense, Paris, França

Localizado 3 kms a oeste dos limites de Paris, dentro da sua área metropolitana, Lá Défense é o maior distrito financeiro de raíz da Europa, cobrindo uma área de 560 hectares com 72 edifícios de aço e vidro (mais vêm a caminho), 19 deles “arranha-céus”, e 180.000 trabalhadores diários. Alberga também várias áreas de lazer, como um centro comercial e um museu ao ar livre. Estima-se que anualmente seja visitado por 8 milhões de turistas.

Coluna Vêndome, Paris, França

Situada, provavelmente, na praça mais luxuosa do mundo (devido à fauna frequentadora e às lojas e palácios ali existentes) e que ostenta o mesmo nome, esta coluna homenageia Napoleão Bonaparte. Antes deste, no mesmo lugar, existiu uma outra estátua em homenagem a Luís XIV, que por motivos óbvios (Revolução Francesa de 1789), foi destruída e derretida pelo povo. A coluna foi inaugurada em 1810, tem 44 metros de altura e 3,60 metros de diâmetro e foi inspirada na Coluna de Trajano (imperador romano), datada de 113 d. C. e que se encontra no Fórum de Trajano, em Roma.

Montmartre, Paris, França

Situado no norte de Paris, é considerado um dos bairros mais charmosos da cidade luz, com os seus pintores de rua, cafés e cabarés, como por exemplo o Moulin Rouge. Como isso por si só não fosse suficiente, é também aqui que se encontra o ponto mais alto da cidade, que permite vistas fantásticas, neste caso sobre o bairro de La Défense, o mais moderno e centro de negócios de Paris, comparável à “City” de Londres.

Jardin des Tuileries, Paris, França

Le Grand Bassin Rond, ou seja, O Grande Lago Redondo, situado no Jardim das Tulherias, famoso parque parisienense ao estilo italiano, criado no século XVI por ordem de Catarina de Médicis, e localizado entre a Praça da Concórdia e o Arco do Triunfo do Carrossel. O parque possui um outro lago, neste caso octogonal, situado no extremo oposto.

Pont des Arts, Paris, França

Popular ponte pedonal da capital francesa, construída em 1804, que atravessa o rio Sena, ligando a praça do Palácio do Louvre ao Instituto de França (ao fundo na foto). A sua fama recente, deriva da quantidade de cadeados do amor nela colocados, que em 2015 se estimava ultrapassar o milhão, com um peso de 50 toneladas, e que motivou o seu encerramento durante uma semana para serem retirados.

Place de la Concorde, Paris, França

144-placedelaconcorde-oblisco

Nada mais nada menos que a segunda maior praça de França (a primeira é em Bordéus) e a maior de Paris. Desde o início da sua construção (que só é completamente terminada em 1772), foi palco de muitos dos grandes acontecimentos marcantes da história francesa: desde a morte de 133 pessoas pisadas e sufocadas por uma onda de pânico gerada pela queda de um foguete durante uma sessão de fogo de artifício comemorativo do casamento de Luís XVI com Maria Antonieta; passando pelos mais variados episódios marcantes da Revolução Francesa de 1789; até à oferta dos dois obeliscos com 3300 anos que marcavam a entrada do palácio de Ramsés II em Tebas, actual Luxor pelo vice-rei do Egipto, Mehmet Ali, em 1831, um dos quais (o da foto) foi erigido no meio desta praça.